1.1 O que é a indexação?
A indexação é a forma mais eficiente de organizar e encontrar um ficheiro numa base de dados. Para cada item, associa-se vários tags (palavras representativas) ou particularidades que permitam ao ficheiro de ser identificado entre um grande número de itens. No Fotolia, a indexação é certamente um dos passos mais importantes para vender as suas imagens, vectores e vídeos: uma indexação feita correctamente significa muitas vendas!
Iremos fornecer-lhe mais abaixo, algumas dicas e instruções que o ajudarão a aperfeiçoar a indexação dos seus ficheiros no Fotolia.
1.1.1 As palavras-chave
As palavras-chave são um campo muito importante da indexação. É o principal método de pesquisa dos nossos clientes. Por isso, é essencial que esse campo seja preenchido com o máximo cuidado. É também muito importante usar apenas palavras-chave que ajudarão o cliente a encontrar um determinado ficheiro e não outro. Portanto, é necessário usar palavras-chave que identifiquem realmente o tema do ficheiro. Além disso, de acordo com o tipo de imagem, as palavras-chave deverão obedecer a certas regras – não se deve indexar uma imagem criativa (fundo, conceito…) do mesmo modo de uma imagem representativa (paisagem, arquitectura…) – e é necessário pôr-se no lugar do comprador que quer comprar essa imagem em particular.
1.1.2 As categorias

As categorias também são importantes. Muitos compradores usam as categorias para filtrar e facilitar a pesquisa. No Fotolia, existem 2 tipos de categorias – a conceptual e a representativa – que não são exigidas para a validação da indexação mas que podem contribuir em muito para realçar um ficheiro. Mesmo que essas tarefas possa levar algum tempo, é importante encontrar a categoria mais apropriada para um determinado ficheiro. No entanto, é preferível não associar nenhuma categoria a um ficheiro do que escolher uma que não corresponda ao perfil do mesmo.
1.2 Quais as regras a respeitar?
Uma boa indexação é uma indexação que segue as indicações dadas mais abaixo. Com efeito, é importante que a indexação seja bem assimilada pelo nosso motor de busca para devolver os melhores resultados possíveis.
1.2.1 Regras gerais
A principal regra é utilizar um número limitado de palavras-chave (nem poucas nem demasiadas). De acordo com o tipo de foto que é descrita, pode ser necessária uma dúzia de palavra-chave ou 20 mas não mais do que isso. Por exemplo, para uma fotografia que represente uma paisagem ou um lugar conhecido, 10 palavras-chave serão suficientes, no entanto uma imagem conceitual poderá precisar de mais palavras-chave (abstractas).
aquario MAC2.jpg
Quanto menos palavras-chave utilizar, mais relevantes elas serão. É esse o princípio do nosso motor de busca.
A segunda regra mais importante é a ordem das palavras-chave. É uma especificidade do Fotolia e é muito importante ordenar correctamente as suas palavras-chave: as palavras-chave mais relevantes terão de estar em primeiro lugar. Isso determinará o lugar de uma determinada imagem na página dos resultados. Se a primeira palavra-chave não for a mais relevante, o ficheiro em questão poderá não aparecer quando necessário.
Relativamente ao idioma, deve-se indexar um ficheiro num único idioma. Com efeito, o nosso motor de busca faz a tradução automática de todas as palavras-chave para todos os idiomas, presentes no site do Fotolia. Se forem utilizados diferentes idiomas numa mesma indexação, o ficheiro pode não ser tomado em conta nas pesquisas.
A precisão também representa um ponto importante da indexação e apenas devem ser usadas palavras-chave que descrevam exactamente a imagem. Não é necessário encontrar todos os possíveis sinónimos para um determinado conceito, é absolutamente proibido usar palavras-chave que não estejam directamente associadas ao tema da imagem. Além disso, para determinados temas particulares – animais, flores, lugares… – é essencial ser muito preciso e indicar os termos científicos relacionados com o tema representado:
papoulasMAC2.jpg
1.2.2 Regras específicas
As principais regras não deverão fazer esquecer as regras específicas que também se aplicam à indexação. Com efeito, para obter uma indexação perfeita, terá também de respeitar algumas indicações semânticas que farão com que um determinado ficheiro apareça no sítio certo à hora certa.
As palavras compostas devem ser inseridas de uma vez (na mesma linha), especialmente quando o sentido das palavras quando separadas, adquirem um sentido completamente diferente da palavra composta. Por exemplo, “guarda-chuva” deverá ser uma única palavra-chave (e não “guarda” e “chuva”).
O uso do plural deverá ser limitado às imagens que representam mais do que um mesmo tema. O mesmo se aplica ao singular; não se deve usar a palavra-chave no singular se o mesmo tema está representado mais do que uma vez na mesma imagem. Por vezes, os dois géneros são necessários quando um tema é posto em oposição a outro ou outros (ver a imagem dos peixes mais acima).
Não deve usar antónimos. Por exemplo, não se deve utilizar a palavra “noite” se a foto foi tirada de dia. Também não se deverá usar a palavra “Homem” quando se trata de uma mulher. É muito importante para obter resultados relevantes durante a pesquisa
Em relação aos nomes próprios, deve-se usar palavras no mesmo idioma das restantes palavras-chave mesmo que não seja o idioma do nome próprio. Por exemplo, deverá colocar “Lisboa” e não “Lisbon” se estiver a indexar em português ou o contrário se estiver a indexar em inglês
1.3 Porquê é tão importante?
Estas indicações são importantes porque elas vão determinar a visibilidade dos ficheiros e consequentemente as vendas. Se estas regras não forem respeitadas, a relevância das palavras-chave será diminuta e o ficheiro não terá a devida visibilidade junto dos compradores.
1.3.1 Procedimentos dos clientes
Quando um cliente procura uma imagem, ele já sabe o que quer fazer com ela. Por isso, geralmente, ele coloca uma palavra-chave representativa; é por isso que se torna tão importante ser bastante preciso durante a indexação. Esse cliente não fará a pesquisa pela palavra “velocidade” para obter a imagem de um carro; ele coloca a palavra-chave “carro”. Se ele colocar a palavra “velocidade” é porque pretende encontrar uma imagem que represente uma abstracção do conceito de velocidade. Esse processo levará à pesquisa de imagens completamente diferentes uma das outras.
É sempre muito importante imaginar qual o tipo de clientes que poderão mostrar interesse por determinados tipos de imagens. (revistas especializadas, criadores de websites, agências de comunicação). Em que contexto será utilizada a imagem (artigo, publicidade, postais…). Quando se tem a resposta a essas perguntas, será preciso imaginar quais as palavras-chave que esse cliente irá utilizar para encontrar esse ficheiro em particular.
1.3.2 Vantagens relativamente às vendas
Se a indexação respeitar as regras enunciadas anteriormente, as oportunidades de vender um determinado ficheiro aumentará consideravelmente porque aparecerá sempre no sítio certo, na altura certa.
Ao respeitar estas recomendações, o contribuidor também beneficia de um melhor empenho do nosso motor de busca que está preparado para fornecer aos nossos cliente a imagem de que eles necessitam, no momento mais adequado.